quarta-feira, 15 de junho de 2016

O mesmo circo de sempre...

Começou um novo Europeu e nada mudou em relação a outros grandes eventos onde Portugal participou nos últimos anos. Cameras apontadas a Ronaldo, 22 rapazes atrás, alguns por influências externas, e confiança a rodos.

O problema é que quando é a doer e do outro lado estão 11 homens, que mesmo não sabendo o que fazer à bola, lutam por ela, a coisa complica-se. Mas vamos por partes.

Começando pela defesa é aterrador como é que a Islândia, tão fraca com a bola nos pés, conseguiu meter-nos a tremer sempre que chegava perto da nossa área. Vieirinha e Raphael Guerreiro podem ter bons pés e ser muito bons rapazes mas quando for com equipas a doer (se chegarmos a esse ponto) eles vão tremer como varas verdes. Bastou ver as expressões de ambos hoje e a postura em campo para perceber que não têm estofo.

Quanto aos centrais a idade não perdoa. E não posso deixar de dar uma palavrinha sobre Pepe. A par de Bruno Alves é um dos jogadores mais nojentos que eu já vi jogar. E Pepe nem sequer é português. Vê-lo a desferir patadas como hoje voltou a fazer com a nossa camisola custa muito.

No meio-campo está uma grande questão por decifrar. Num grupo onde os nossos adversários se vão todos fechar o que fazem Danilo, Moutinho, João Mário e André Gomes na mesma equipa? Se ainda percebo que João Mário jogue descaído na direita porque o fez esta época no Sporting, já André Gomes não consigo entender. Muito menos 1 em cada ala. É que mesmo João Mário no Sporting demonstrou dificuldades contra equipas se fechavam bem.

Na frente de ataque Ronaldo sempre a tentar decidir sozinho. Remates atrás de remates fora de área, show off com reviengas inconsequentes e correrias para cima de 2 e 3 adversários. Vê-lo tentar marcar livres de forma directa perto do meio-campo não só é sinal que o treinador não manda ali nada, como também é sinal que Ronaldo não tem noção que antes dele deve estar uma equipa e que tem de controlar a vontade de querer ser sempre ele a decidir.

E é este emaranhado de equívocos que eu tenho pena porque sinto que tínhamos jogadores para formar uma grande equipa. Podíamos ter 2 laterais de grande estofo fisico e mental (Eliseu e André Almeida). Temos 2 bons números 6. Temos um portento como Renato e jogadores mais cerebrais como Adrien, André Gomes e Moutinho para a posição 8 (nunca podiam ter ido os 3). Temos bons extremos como Quaresma, Nani e Pizzi, com João Mário para os jogos mais difíceis. Temos Rafa e Hugo Vieira (incrível como nem sequer foi visto como uma opção) que podiam ser os segundos avançados desta equipa a apoiar um goleador que marca mais de 50 golos por época. Somente em centrais não existem muitas soluções.

Agora basta esperar para ver o que acontece. Não me passa pela cabeça que não cheguemos aos oitavos. Mas sinceramente parece-me muito difícil ser campeão europeu ou sequer chegar lá perto sem que alguma coisa mude.

terça-feira, 14 de junho de 2016

De 5ª escolha a titular da selecção espanhola


Este foi Nosso. Infelizmente, para além de Gaitán e Sálvio, foi também preterido por Bruno César e Ola John. Agradeçamos pois ao mestre da táctica.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Como é que sabemos que a época desportiva do Sporting está a ser uma porcaria?


Quando o jornal oficioso tem de considerar o ténis de mesa como uma das principais modalidades de pavilhão para mostrar alguém do Sporting a levantar uma taça.

Simplesmente ridículo...

domingo, 5 de junho de 2016

Desespero




Esta é capaz de ser a primeira vez que vejo um clube cheio de "saúde financeira" e que "só vende jogadores pela clausula de rescisão" chamar a atenção de compradores para um jogador seu. Comparando com um mercado, Bruno Carvalho parece uma peixeira a gritar a plenos pulmões para lhe levarem o peixe.

O cerco começa a apertar. São mais de 20 milhões para cobrir o prejuízo desta época e ter capacidade de investir no plantel da próxima. O Sporting tem a UEFA à perna e não pode acabar o exercício com tamanho prejuízo. Curiosamente a data da tal clausula de Slimani expira no dia em que fecha o exercício e o valor dessa clausula já com o desconto de 30% para os bancos dá os tais 20 milhões ao Sporting. Mas tendo em conta o desespero que acabaram por demonstrar diria que as propostas pelos galácticos do Lumiar não estão ao nível das expectativas. Basta aos clubes interessados nos seus jogadores esperar até aos últimos dias de Junho para os conseguirem em saldos.

Cada vez mais começo a compreender porque todas as empresas do Bruninho vão à falência.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Uma semana pródiga em verdade desportiva

Estes últimos dias têm sido sem qualquer sombra de dúvidas marcados pela verdade desportiva que se começa a vincar cada vez mais no futebol português. Ora vejamos:

- Com os relatórios de contas do 3º trimestre fomos relembrados que o Sporting tem um perdão de juros que anda perto dos 15 MILHÕES DE EUROS POR ANO (ou um Rojo na nova medida lagarta) em relação aos rivais. Perdão esse efectuado por bancos que tiveram de ser intervencionados pelo estado.

- Ficamos a saber que mesmo com esse tratamento especial, esses bancos parecem não exigir contenção financeira ao clube visto que o treinador que não ganhou nada já garantiu mais 5 milhões e que rejeitam propostas de 35 milhões por jogadores.

- Slimani foi castigado com 1 jogo de suspensão. Esta foi mesmo um gozo. Não só esperaram pelo final da época como só aplicaram um joguito. Não vá o rapaz ficar por cá. E a decisão saiu mesmo no final do campeonato para o Sporting ter mais de 2 meses para poder preparar esse jogo sem Slimani. Pode contratar jogadores, fazer 7 ou 8 amigáveis sem ele, etc, etc. E para cúmulo têm a garantia que não irá falhar nenhum jogo grande pois o sorteio impede o confronto entre os primeiros classificados nas jornadas inaugurais do campeonato. A esta hora está o Mustafá a ligar a Bruno de Carvalho: "Presidente. Essa foi de génio".

- Por falar em Mustafá ficámos a saber esta semana que ele e Pereira Cristovão se davam muito bem. Tão bem ao ponto de combinarem uns assaltos. Se calhar sou só eu que acho que com tão boa ligação coisas como estas estejam ligadas a casos como este, este ou este. Vejamos. Um vice-presidente do Sporting obtém dados de árbitros, esses dados são divulgados, e adeptos, principalmente do Sporting, começam a perseguir e a ameaçar não só árbitros como as suas familias. Serei só eu a ver aqui uma ligação?

- Foi PROVADO esta semana nos tribunais que um VICE-PRESIDENTE DO SPORTING DEPOSITOU 2000 EUROS NA CONTA DE UM ÁRBITRO ASSISTENTE QUE IA ARBITRAR O SPORTING NO JOGO SEGUINTE. Isto a juntar ao que está em cima sobre esse vice-presidente é, a seguir ao APITO DOURADO, O MAIOR ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO NO FUTEBOL PORTUGUÊS. Estou a escrever isto em maiúsculas para ver se dá um clique na comunicação social. É que parece que andam todos dormentes. UM VICE-PRESIDENTE DO SPORTING DEPOSITOU 2000 EUROS NA CONTA DE UM ÁRBITRO ASSISTENTE CARALHO!!!!!

Os sinais estão aí todos. Isto a juntar a uma época vergonhosa na arbitragem a favor do Sporting quer dizer que eles já não estão só a tentar dominar todos os órgãos decisórios do futebol português. Isto significa que eles já dominam maior parte deles. O que se tem assistido está quase ao nível do que se assistia nos anos 90 com o Porto.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Atravessámos a auto-estrada a correr ou estávamos no meio da auto-estrada e levantámos voo?

As palavras de Ricardo Araújo Pereira foram muito faladas nos últimos dias. Principalmente por um grupo de adeptos do Benfica que têm na actual administração um ódio de estimação. E existiu uma frase que me marcou. "Atravessar uma auto-estrada pode correr bem mas é estúpido".

Com esta frase estou completamente em desacordo e quero falar um pouco sobre isto porque acho que muita gente não está a ver bem a fotografia. Muitas vezes quando se perde não está tudo mal e principalmente quando se ganha não está tudo bem. E no Benfica não estava tudo bem.

Na última época, após a saída de Enzo Perez, tanto Porto como Sporting fizeram mais pontos do que nós. E isto num contexto onde nós já tínhamos realizado as deslocações ao Dragão e Braga e estávamos fora das competições europeias e Taça de Portugal. Já o Porto teve jogos da Liga dos Campeões e o Sporting da Liga Europa e da Taça de Portugal. Não fosse estar Lopetegui no Porto e provavelmente tínhamos perdido o campeonato.

Do 11 que terminou essa época os jogadores mais jovens eram Samaris, Pizzi e Salvio na casa dos 25 anos, Gaitan nos 27. Os restantes tinham todos 30 ou mais. O único jogador com mercado era Gaitan e as ultimas vendas tinham sido de jovens do Seixal para poder manter os jogadores que Jesus achava imprescindíveis. Pior do que tudo isto era não existirem à vista substitutos para os titulares. André Almeida ia tanto para a esquerda como para a direita, Lisandro no meio e Talisca substituia Gaitan, Salvio, Pizzi ou qualquer um dos avançados. Não se vislumbrava um esboço de rejuvenescimento do plantel. Um plano para o futuro.

E foi isto que Rui Vitória recebeu. Uma equipa envelhecida a precisar urgentemente de ser rejuvenescida e desvalorizada pela saída precoce das competições europeias. Juntando a isto o investimento histórico dos rivais tornavam difícil ser campeão esta época. Em condições normais teria sido mesmo um ano de transição mas não só iniciamos um rejuvenescimento do plantel como vencemos.

Com Jesus no Benfica não teria existido Nelson Semedo, Lindelof, Grimaldo, Renato Sanches e Gonçalo Guedes. Ederson apenas se lhe fosse exigido ficar com ele como foi com Oblak. E Pizzi ainda estaria a jogar no meio.

E o que Jesus fez no Benfica, está a fazer agora no Sporting. Apesar do carregamento de jogadores achou que não tinha plantel suficiente para todas as provas e ignorou as competições europeias. Com isso desvalorizou maior parte dos jogadores. Curiosamente todos os que se diz terem agora muito mercado já lá estavam e já eram os pilares das equipas de Leonardo Jardim e Marco Silva.

Quanto às contratações: Zeegelaar (25 anos), Coates (25), Schelloto (27), Bruno César (27), Naldo (27), Brian Ruiz (30), Aquilani (31), Teo (31), Barcos (32), João Pereira (32), Ciani (32, já ninguém se lembra dele). Tudo malta novinha que vai sair pelo valor das clausulas. Pelo caminho já ninguém sabe de Esgaio, Paulo Oliveira ou Mané que na época passada chegou a marcar 9 golos sem ser um dos titulares. Do 11 inicial que terminou esta época apenas 1 jogador jovem. Ruben Semedo com 22 anos. De resto todos de 25 anos para cima. E nos restantes jogadores mais utilizados apenas Gelson Fernandes abaixo dos 25.

Se calhar o Benfica fez apenas o que tinha de fazer. Olhando agora a esta distância parece que o caminho que estávamos a seguir nos ia levar a uma seca de títulos e a muitos milhões gastos para criar um novo plantel. Já o Sporting tinha começado uma equipa com Leonardo Jardim (lançou William Carvalho, Jefferson, Cedric, Eric Dier, Adrien, Slimani, Montero entre ourtos). Tinha consolidado-a com Marco Silva (apostou em Paulo Oliveira, João Mário ou Mané). Até que chegou Jesus...

quarta-feira, 18 de maio de 2016

André Almeida e Pizzi. É por estas e por outras que a minha selecção é o Benfica

Pior do que a não convocatória destes jogadores é nem sequer serem colocados como possíveis escolhas pela comunicação social.


André Almeida é de longe, de muito longe, o melhor e mais fiável defesa-direita português da actualidade. André Almeida nos últimos anos jogou em Camp Nou, Allianz Arena, Turim ou Vicente Calderon sem nunca tremer. Jogou 2 finais europeias. Fez um sem número de jogos na Liga dos Campeões e na Liga Europa. Ano após ano, mesmo com grandes jogadores no plantel, acaba sempre as épocas a titular, seja na direita, na esquerda ou no meio-campo. E no final quem vai ao Europeu é Vieirinha e Cedric. Cedric!!! Cedric!!!


Já Pizzi é outro grande jogador que ninguém fala. Foi uma das peças mais importantes do Benfica neste campeonato. Tem em termos estatísticos números parecidos com os de João Mário no Sporting mas com menos minutos porque apenas em Novembro é que começou a jogar com regularidade. Nesta tactica de Fernando Santos cabia que nem uma luva. Mas preferiu-se levar 4 médios para a posição 8 (Moutinho, Renato, Adrien e André Gomes. João Mário também podia fazer a posição) enquanto que para médios ala apenas se leva João Mário que foi uma adaptação nesta época e Rafa. Quaresma e Nani vão ser colocados na frente.

Por fim Renato Sanches foi salvo pelo Bayern. Não tenham a minima duvida que caso não fosse a transferência de 35 milhões o miúdo ficaria de fora. Mesmo que tenha características que nenhum outro jogador tem. Não fosse isso e lá teríamos se calhar um Veloso.

P.S. - Estamos cada vez com mais problemas de centrais em Portugal. José Fonte (32), Pepe (33), Bruno Alves (34), Ricardo Carvalho (37). Qualquer dia têm de ir para lá de muletas. Entretanto Jardel já por mais de uma vez disse que jogaria na selecção Portuguesa se fosse convidado. Quando me lembro das campanhas que se fizeram em Portugal com Deco, Pepe, Liedson ou Fernando...

P.S.2 - À anos e anos que não temos avançados na selecção. Lima o ano passado mostrou-se disponível a jogar por Portugal. Quando me lembro das campanhas que se fizeram em Portugal com Deco, Pepe, Liedson ou Fernando...